Não chegou a ser propriamente um mico de jornalista, porque aconteceu com um elefante. E também porque o repórter deu uma aula de profissionalismo de como se comportar enquanto uma tromba percorria sua cabeça, até não resistir mais e cair na gargalhada, em cena que viralizou nas redes. 

Tudo aconteceu enquanto o repórter queniano Alvin Kaunda gravava uma reportagem para a emissora KBC (Kenya Broadcasting Corporation) sobre os cuidados tomados num orfanato de bebês elefantes para protegê-los dos efeitos da seca.

O repórter falava em frente a três elefantinhos e a gravação transcorria bem até que a tromba de um deles resolveu entrar em cena, passando por seu ombro, orelha, topo da cabeça, nariz e boca. O resultado chamou mais atenção para a situação dos animais órfãos do que se nada tivesse acontecido.

Mico de jornalista ou lição de profissionalismo?

“A maioria de nós teria perdido o profissionalismo muito antes!”, reconheceu o Sheldrick Wildlife Trust no Twitter.

No post, a instituição brinca com o episódio: “Uma matéria muito importante sobre a seca, mas nossos órfãos apenas viram um visitante para investigar”!

Tromba roubou a cena

O objetivo da equipe de reportagem da TV estatal KBC era mostrar os cuidados que estão sendo tomados para proteger os animais dos efeitos de uma seca e para isso visitava o Sheldrick Wildlife Trust, um centro de reabilitação de vida selvagem sem fins lucrativos para elefantes e rinocerontes em Nairóbi.

O repórter Alvin Kaunda escolheu gravar diante de três bebês elefantes, entre eles a curiosa Kindani, uma elefantinha de quatro anos. Ele começa dizendo que as ações humanas estão destruindo habitats, dizimando todo o ecossistema e interrompendo o ciclo de vida.

“Este é o lugar onde eles descobrem e aprendem as lições da vida, experimentam o amor e lidam com a perda”, dizia o repórter referindo-se ao orfanato de elefantes, quando sentiu um toque inesperado em seu ombro.

Impassível, ele continuou a falar. “Com o aumento dos episódios de seca, cabe a nós sermos os guardiões do nosso ambiente natural…”. Nesse momento, a tromba de Kindani passeia pela sua orelha e chega ao topo da cabeça.

Num esforço de reportagem, fingindo nada de anormal estar acontecendo, Kaunda ainda tenta prosseguir: “…para salvar nossas espécies selvagens e lhes dar um lar…”

Enquanto fala essas palavras, a tromba desce pelo rosto, e faz cócegas em seu nariz e na boca. Só então o repórter desiste, soltanto uma boa gargalhada.

Elogios ao jornalista e à bebê elefante

Em outra postagem, a brincadeira é com a bebê elefante:

“Todo mundo quer ser estrela! Kindani ficou tão inspirada pela performance de Alvin que decidiu roubar seu próprio momento sob os holofotes.”

Apesar de inusitadas, as cenas foram ao ar na na reportagem “Orfãos e Resgatados”, exibido pela KBC na quarta-feira (16) à noite.

O Sheldrick Wildlife Trust agradeceu:

‘Parabéns ao profissionalismo de @alvin.kaunda e muito obrigado à @kbc_television por divulgar nosso Projeto de Órfãos.’

O Projeto de Órfãos mantido pela instituição procura assegurar o futuro das populações ameaçadas de elefantes e rinocerontes do Quênia, ameaçadas não só por eventos naturais extremos mas principalmente pelos caçadores que buscam ilegalmente seu marfim e chifres.

Direitos autorais reservados. Reprodução do conteúdo integral não autorizada. Reprodução do primeiro parágrafo autorizada desde que com link para a matéria original.